INDICADORES DE TENDÊNCIA CIMILHO (87): A retomada das exportações de milho no segundo semestre 
18/12/2017 10:33:28
        Após o ano de exportações recordes de milho em 2015, quando as vendas externas se aproximaram de 30 milhões de toneladas, os preços explosivos mudaram o cenário do cereal no ano seguinte. Em 2016, as exportações iniciaram aquecidas, em patamares recordes, mas perderam o fôlego no decorrer do ano, fechando o quarto trimestre com o pior resultado para o período desde 2008. Há duas razões básicas para a queda das exportações, uma interna e outra externa.
 
  INDICADORES DE TENDÊNCIA CIMILHO (86): Milho: um primeiro olhar da safra 2017/18 
18/12/2017 10:28:54
        Em outubro, a Conab disponibilizou o primeiro levantamento da safra brasileira de grãos 2017/18, e os números não fogem ao que já era esperado. A grande disponibilidade de milho, decorrente da supersafra 2016/17, rebaixou os preços do grão, que por sua vez deve influenciar a decisão de reduzir a área plantada de milho na próxima safra verão que se inicia. O que de certa forma dá prosseguimento à tendência de redução da primeira safra de milho observada nos últimos anos.
 
  INDICADORES DE TENDÊNCIA CIMILHO (85): Milho: o clube dos 100 milhões 
18/12/2017 10:26:31
        Em 2012, Pedro Parente (atual presidente da Petrobras e então presidente da Bunge do Brasil) afirmou que uma produção anual de 100 milhões de toneladas de milho pelo Brasil não seria um sonho tão distante. Seu discurso ocorreu em um momento em que a produção de milho no país batia recordes e quebrava paradigmas, quando a safrinha superava pela primeira vez a safra de verão.
 
  INDICADORES DE TENDÊNCIA CIMILHO (84): um ano de extremos para a produção de milho 
18/12/2017 10:05:53
        Em 2012, os Estados Unidos se defrontaram com uma quebra recorde na produção de milho, superior a 100 milhões de toneladas em relação ao que se esperava colher na ocasião. Em decorrência da frustração da safra americana, os preços do cereal no mercado internacional apresentaram uma alta sem precedentes. Vale lembrar que não foram apenas os EUA que sofreram com estiagens nesse ano; secas ocorreram em todo o mundo, tanto no verão do hemisfério Sul como no verão do hemisfério Norte.
 
LUIS EDUARDO MAGALHAES / BA
24,80
RIO VERDE / GO
21,00
UBERLANDIA / MG
24,50
SAO GABRIEL DO OESTE / MS
18,50
LUCAS DO RIO VERDE / MT
14,00
CAMPO MOURAO / PR
18,43
CASCAVEL / PR
19,00
LONDRINA / PR
19,00
PARANAGUA / PR
26,00
ERECHIM / RS
22,00
CAMPOS NOVOS / SC
26,00
SAO MIGUEL DO OESTE / SC
22,50
SANTOS / SP
26,50
CAMPINAS / SP
28,50
ASSIS / SP
21,50